Páginas

terça-feira, 18 de junho de 2013

Geração Redes Socias saem às ruas....

Geração "redes sociais" se organizam e saem às ruas para exercer a cidadania...


Sou da geração 'Diretas já" aquela que chorou e cantou o Hino Nacional naquele 21-04-1985 pela morte de Tancredo Neves (o vice assumiu), aquela que assistiu pela TV emocionada a posse de um presidente escolhido pelo povo e que instantes depois confiscaria a nossa poupança e continuamos confiantes (pelo menos no primeiro momento) e vimos dois anos após através do impeachment o presidente ser afastado do governo (o vice assumiu).


Esse movimento é muito diferente do "Caras pintadas", esses saíram às ruas após o início da votação no plenário para retirada do então presidente, na época fiquei com uma sensação de movimento nada a ver, apenas um movimento bonito de se ver, não me lembro de quebra-quebra, parecia que o Brasil havia ganho um campeonato pessoas foram às ruas comemorar (esse o meu sentimento).
Esse movimento de agora é único, bem organizado (no sentido de mobilização e de maioria esmagadora pacifica) portanto legitimo, não esperava ver essa manifestação advinda da geração das minhas filhas...isso é muito bom. Falo muito em casa que essa geração não reclama de nada, alheia ao que acontece no mundo, como é bom estar enganada.
Não importa o motivo inicial do movimento e sim que todos em uma só voz organizada se faz ouvir, mas ouvir o que? qual é o grito?

O próximo passo é decisivo:
- Estabelecer metas claras, quais as reivindicações a ser discutidas a nível nacional (não ao aumento da passagem, a Pec 37, a corrupção, sim a melhoria da saúde e da educação, etc).
- Quais os caminhos para conseguir que a voz se transforme em ação. Essa é a pergunta que não quer calar.

Temos que aprender com esse movimento, sair dele fortalecido e capaz de exigir as mudanças necessárias.
A bola está conosco, das ruas para os debates organizados  por lideranças previamente estabelecidas, sem lideranças não vamos a lugar algum..

3 comentários:

Bruno Fonseca disse...

Este, sem dúvida, é um movimento de uma complexidade incomum. E esperamos que as cobranças sejam mesmo efetivas para que as manifestações não passem de gritos vazios.
A horizontalidade do movimento pode ser boa ou ruim. Espero que surjam propostas mais efetivas e lideranças dispostas a buscá-las.
Bom texto!
beijos e obrigado pelas visitas ao meu Blog!

Oscilange disse...

Obrigada eu. E sou fã de carteirinha do seu blog, inclusive sempre indico-o aos amigos...beijos!

Oscilange disse...
Este comentário foi removido pelo autor.